domingo, 4 de novembro de 2012

Calipso

Quando voltavas à tua casa
era de mim que partias
eram minhas as ventanias

Invoquei tormentas
potestades marinhas
qualquer coisa para quebrar teu rumo

Mas uma frágil canoa
foi mais forte

Eu conhecia feitiço, gozo, beleza

Nada que impedisse
um homem de um regresso

virei uma ilha, estilha, estame
uma fêmea estéril entre as ondas

E nem sabia como ser errante
para encontrar uma pátria
para inventar um porto
onde enterrar tua perda



Poema publicado em Invenção de Eurídice, 2004.

Um comentário:

  1. Qual é a idéia que traz o poema de calipso pro os dias atuais?

    ResponderExcluir