domingo, 31 de julho de 2011

Oráculo

O pássaro no seu voo encontrará o infortúnio
Será ferido por um raio
seu coração de ave trespassado
por setas de ilusão e de beleza
Querendo o temível
e o transgressivo
o pássaro assim tão desmedido
poderá espatifar-se no rochedo
ou despencar no mar
atordoado
no voo proibido do desejo

Um comentário:

  1. "A praça é do povo!
    como o céu é do condor".

    E ainda assim voa...

    ResponderExcluir